ads lemodee

Últimas Notícias
Publicidade
.
Publicidade

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Ator protagonista de Agostinho Carrara, detona Rede Globo em entrevista

Pedro Cardoso, eternizado como o Agostinho Carrara de "A Grande Família", esteve no Pânico desta quarta-feira (22) e não se segurou ao falar sobre sua saída da TV Globo e seus 34 anos de televisão brasileira: "o dinheiro me faz muita falta". No ar durante 13 anos ao lado de ícones como Marco Nanini e Marieta Severo, Pedro se viu desacreditado quando saiu da emissora, depois de décadas de atuação.


"Quando terminou 'A Grande Família', eu apresentei dois projetos. Um foi exibido no 'Fantástico'. Era um quadro de improviso, mas não gostaram. Talvez porque brigava com o mundo do faz de conta que a televisão propõe", explicou.

O artista lamentou a situação e afirmou ter esperado mais do canal que foi a sua casa durante tanto tempo: "eu achava que a TV Globo me ofereceria um horário para eu desenvolver um projeto autoral. Tiveram o mais absoluto desprezo pelo meu trabalho lá dentro".

Com ânsia de retornar às telinhas, Pedro admitiu que procurou a Netflix para vender suas ideias, mas sem sucesso: "não tiveram o menor interesse no que eu apresentei".


Fonte: Bocão News

0 comentários :

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Morre aos 82 anos o ator interprete de Professor Girafales

Nesta sexta-feira (17), aos 82 anos, o ator mexicano Rubén Aguirre - famoso ao interpretar o 'Professor Girafales', no seriado "Chaves". A notícia foi confirmada pelo amigo Edgar Viva, o 'Senhor Barriga', através do Twitter. Rubén Aguirre tinha diabetes, cálculos na vesícula e problemas de coluna.

No final de 2007, o ator e sua mulher, Consuelo Reyes, sofreram um acidente de carro. Ele teve de abandonar os palcos e usa cadeira de rodas. Já Consuelo perdeu uma das pernas e precisou passar por quatro cirurgias.


"Meu professor favorito, descanse em paz. Hoje meu grande amigo Ruben Aguirre parte deste mundo. Sentirei muitas saudades", postou Edgar no Twitter. 




 

Em 2014, Aguirre foi internado com quadro de desidratação e anemia. "Não estou totalmente bem: uso uma cadeira de rodas, não posso caminhar, não tenho força nas pernas... Não temo a morte. Temo estar morrendo. Isso, sim, me dá muito medo", disse.

Fonte: Bocão News

0 comentários :

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Chip promete WhatsApp infinito, será que é verdade? ChatSim está aí...

Mensagens ilimitadas no WhatsApp e Messenger. Esta é a promessa do ChatSim, um produto inventado pela operadora de telefonia Zero Mobile, da Itália. De acordo com eles, o SIM card funciona em mais de 150 países. O chip funciona como qualquer outro SIM Card de celular, mas é limitado a aplicativos de chat. Com isso, o consumidor ficaria com o acesso aos amigos e contatos, mesmo quando estiver viajando.
 

Por outro lado, o ChatSim não faz nem recebe chamadas, SMS e não permite acessar a internet. A ideia é interessante, mas o chip não parece muito funcional. Confira a análise completa no review do ChatSim e descubra se o investimento compensa.
O ChatSim se diferencia dos chips comuns de operadoras por oferecer acesso ilimitado a aplicativos de chat. Ele funciona em redes 3G ou 4G e tem boa velocidade no envio dos arquivos. Enquanto o ChatSim está em uso, não é necessário conectar o celular a nenhuma rede Wi-Fi. Além disso, o chip é compatível com todos os smartphones. Por ter o formato all-In-One, se adapta a aos modelos SIM, MicroSIM e NanoSIM, o que é uma vantagem para o consumidor. 




Um grande benefício do ChatSim é que ele suporta praticamente todos os aplicativos de mensagem: WhatsApp, Facebook Messenger, WeChat, Telegram, entre outros. Com o chip, é possível enviar textos e emojis livremente. É importante lembrar que o ChatSim não efetua nem recebe ligações ou mensagens SMS, e também não permite acessar a internet. Esses recursos podem até fazer falta para o usuário, mas essa é uma informação que fica clara no site da empresa que vende o produto. Quem comprar o ChatSim sabe de cara como ele funciona.
 

O envio de mensagens de texto e emojis é livre. Ou seja, o usuário pode usar o quanto quiser. No entanto, para ter acesso a serviços multimídia, como envio de imagens, vídeos e áudios, é preciso colocar a mão no bolso, pois esses recursos exigem o uso de créditos.
Funciona da seguinte maneira: quando você compra o ChatSim, ele já vem com uma quantidade de créditos, que podem ser usados durante um ano para recursos como fotos e vídeos. Por exemplo, a versão mais barata, vendida pela internet por R$ 50,00, tem 2 mil créditos.Cada uma dessas funcionalidades consome uma quantidade de créditos e você tem que recarregar o chip novamente quando eles acabarem.




Pelo site da empresa, é possível ver a quantidade de créditos restante. Essa é uma grande desvantagem do serviço oferecido pelo ChatSim, pois o usuário não pode enviar ilimitadamente conteúdo multimídia.
 

A princípio, a ideia de ter um chip somente para conversar por aplicativos mensageiros pode parecer um pouco estranha. Afinal, você já paga a sua operadora de celular para ter acesso à internet. Para que pagar por um chip que permite apenas enviar e receber mensagens? Apesar disso, para quem tem o costume de viajar para outros países, o ChatSim pode ser muito funcional, pois usar o celular fora do país pode sair caro. Com esse chip, a troca de mensagens com seus amigos estaria garantida em mais de 150 países pelo mundo. Se você viaja com frequência para outros países, o investimento pode valer a pena.



Para usar o ChatSim, é preciso alterar algumas configurações do celular. Também é recomendável restringir o uso de dados por aplicativos em segundo plano, o que pode atrapalhar um pouco o desempenho do telefone. Além disso, ter um smartphone com suporte a dois chips é fundamental para usar o ChatSim. Isso não é um pré-requisito, mas é a única maneira de manter um chip com seu número de celular, que permite fazer ligações e acessar a internet, e ter um segundo chip para conversar pelos aplicativos de chat.
 

A iniciativa do ChatSim é interessante, mas pouco útil. Como a maioria das pessoas costuma ter pacote de dados da sua operadora, não parece atrativo utilizar um chip apenas para aplicativos mensageiros. De qualquer forma, o ChatSim cumpre o que promete. Durante os testes, o chip executou bem sua função, com velocidade razoável para envio e recebimento de mensagens.
Como a versão mais barata do produto custa pelo menos R$ 50,00 (mais o frete) e é preciso recarregar o ChatSim para enviar e receber conteúdos multimídia, a compra pode não valer a pena, já que esse não é um acessório indispensável ao celular. No entanto, se você tem o costume de viajar para outros países, esse pode ser um bom investimento.


Fonte e Imagens: TechTudo

0 comentários :

sábado, 4 de junho de 2016

Por que os cavalos dormem em pé? Descubra as defesas desse lindo animal

Quem nunca esteve em uma fazenda ou em uma hípica à noite deve ter reparado: mesmo depois de um longo dia de trabalho os cavalos dormem em pé. De acordo com Rubia Burnier, especialista em comportamento animal, dormir em pé é uma característica selecionada no processo evolutivo desses animais e funciona principalmente como um recurso de defesa.




"Por ter um corpo muito pesado e coluna rígida, o cavalo tem dificuldade para se levantar, o que o colocaria em situação vulnerável diante de um predador. Dormir em pé ajuda a fugir mais rápido, o que é uma vantagem evolutiva dessa espécie milenar", resume.
 

A veterinária diz que o cavalo dorme a maior parte do tempo em pé e, ocasionalmente, tira pequenas sonecas durante o dia deitado. Mas o bicho só deita mesmo quando está em um local seguro ou na companhia de outros cavalos, pois enquanto um dorme, os outros zelam pela sua segurança.
 

Segundo Rubia, dormir em pé só é possível porque as patas do cavalo têm pouco músculo, mas seus ligamentos são muito reforçados, o que faz com que as articulações não se dobrem enquanto o animal dorme. "é como se as patas travassem, mantendo o cavalo em pé, sem risco de cair durante o sono", explica.

0 comentários :

.

Para Relembrar!

Imagens do Dia

Arquivo

Inscreva Seu E-mail

Google+

back to top